AL Seguros

Turquia corta estimativa para economia e reduz despesa para combater crise cambial

Este inclui o corte das metas para o crescimento económico e ainda a promessa de que vai reduzir a despesa pública.

O ministro das Finanças turco cortou as metas para o crescimento económico da Turquia e prometeu reduzir a despesa pública em quase 10 mil milhões de dólares. Este plano económico é apresentado numa altura em que o executivo tenta tirar o país de uma crise cambial. 

Berat Albayrak afirmou, citado pelo Financial Times, que o crescimento do produto interno bruto (PIB) deve ser de 3,8% este ano e de 2,3% em 2019. As previsões anteriores apontavam para 5,5% em ambos os anos.

Numa tentativa de aliviar os receios entre os investidores internacionais de que a despesa pública alimentou a inflação, com os preços a tocarem os 18% em Agosto, o ministro das Finanças prometeu travar projectos de infra-estruturas que têm aumentado muito a despesa do governo.

"Alguns dos projectos serão suspensos. Os megaprojectos de infra-estruturas serão implementados com financiamento internacional", afirmou Berat Albayrak numa apresentação em Istambul.

O ministro disse ainda que o défice orçamental será de 1,9% do PIB este ano e de 1,8% em 2019. Reconheceu ainda que a inflação deve acelerar mais nos próximos meses e que deve situar-se nos 20,8% este ano. No próximo ano, os preços devem cair para 15,9%.

O governo está a tentar sair de uma crise cambial. A lira turca já perdeu 40% do seu valor face ao dólar desde o início do ano, com os investidores a temerem pela "saúde" económica da Turquia.  

Negócios, 20/09/2018