AL Seguros

Troika sai, salários aumentam

Segundo avança o Jornal de Notícias, nos últimos dois anos, o nosso país registou uma subida do salário mínimo, bem como algumas atualizações em contratos coletivos específicos, na base do aumento do salário médio dos trabalhadores por conta de outrem.

A publicação esclarece ainda que o valor mensal médio atual é de 838 euros, o valor mais alto de sempre, quando no final do primeiro trimestre de 2014 era de 802 euros.

Segundo o economista João Cerejeira, ouvido pelo JN, na origem do aumento estão fatores como o aumento do salário mínimo nacional, a negociação de contratos coletivos de trabalho e o aumento do emprego – ainda que não acompanhada na mesma proporção pela descida do desemprego.

Recorde-se que o salário mínimo esteve congelado entre 2011 e 2014, altura em que passou de 485 para 505 euros. Em dezembro último, foi aprovada nova subida, para 530 euros.

OJE, 16/08/2016