AL Seguros

Quase 1.800 os processos de sinistros abertos em relação às cheias de Albufeira

Passados vinte e cinco dias do temporal que afetou a região do Algarve no dia 1 de novembro, confirma-se a tendência anteriormente verificada de aumento do apoio da atividade seguradora às vítimas deste evento. 

Os dados recolhidos por pela APS junto das seguradoras permitem concluir que o número de participações de sinistros cobertos por apólices de seguro se aproxima dos 1.800, correspondendo a um montante total de indemnizações já pagas e de provisões constituídas superior a 15,5 milhões de euros. 

De salientar que o maior número de processos de sinistro abertos (acima dos 1.100) continua a dizer respeito a danos em habitações, com indemnizações na ordem dos 5,6 milhões de euros. 

Confirma-se igualmente que o maior volume de danos em termos monetários se verifica em estabelecimentos comerciais e industriais (mais de 9,2 milhões de euros pagos e provisionados), em resultado dos cerca de 365 sinistros participados às seguradoras. Relativamente aos danos provocados em veículos automóveis, contabilizam-se cerca de 170 casos cobertos por apólices apropriadas, cujo montante ultrapassa os 550 mil euros. 

Estes números sublinham a importância dos seguros na reposição do património afetado e das condições de vida das famílias e de exploração das atividades económicas. Muitos outros imóveis e veículos terão sido igualmente atingidos por este violento evento climático, apanhando, porém, os seus proprietários sem proteção financeira para acorrer aos respetivos prejuízos. 

Nota: Prevendo a natural estabilização dos dados recolhidos, a APS irá descontinuar a atualização desta informação, salvo se nos forem reportados elementos relevantes que alterem significativamente o panorama das consequências das inundações do passado dia 1 de novembro para os proprietários cobertos por apólices de seguro.

Mundo dos Seguros 27/11/2015