AL Seguros

Procura de seguros para ataques cibernéticos cresce em Portugal

A Fuga de dados, "phishing" (roubo de identidade), vírus informáticos são algumas das nefastas consequências do mundo digital em que vivemos. Afetam empresas e particulares. E causam prejuízos de milhões de euros.

As ameaças cibernéticas são, por isso, uma das preocupações mais importantes de risco para as empresas na era digital, uma tendência que é crescente.

A pensar no potencial desse mercado, a companhia de seguros norte-americana AIG tem, em Portugal, mais de 20 clientes cobertos contra riscos cibernéticos. As empresas dos sectores financeiro, retalho e serviços profissionais representam a maioria dos subscritores da apólice CyberEdge.

Lançado em Portugal há dois anos, o CyberEdge “é uma solução global de cobertura para proteger os negócios das empresas de fugas de dados confidenciais, pirataria informática, dumpster diving, vírus informáticos, sabotagem ou erro de colaboradores, pilhagem de informação e roubo de identidade”, explica a seguradora em comunicado.

“Protegemos empresas contra riscos cibernéticos desde o fim da década de 90 quando a indústria dos ciber-seguros ainda estava nos seus primórdios. Temos uma cobertura adaptada às necessidades das empresas portuguesas, cada vez mais abertas e com negócio na Internet”, sublinha Álvaro Mengotti (na foto), Diretor Geral da AIG em Portugal.

250 empresas a nível ibérico

A nível ibérico já são mais de 250 empresas que contrataram seguros contra riscos cibernéticos. No global, olhando para os números de 2014, as apólices cresceram 50% enquanto os sinistros aumentaram 30%. Tal significa ”que este seguro tem sido uma aposta ganha dos clientes que o subscrevem, e que estão ligadas ao mundo digital e aos riscos do mesmo”, adianta a AIG.

Para lidar e responder a um dos maiores riscos da atualidade, AIG tem “equipas em todo o mundo a monitorizar e reagir rapidamente aos fenómenos, desde a avaliação até ao processamento de sinistros, incluindo parcerias nas áreas forense, legal e comunicação”. Mantendo-se na vanguarda da investigação, a constante inovação levada a cabo pela AIG representa uma arma no combate às ameaças cibernéticas, a que se junta os próprios sistema informáticos das empresas.

AL Seguros disponibliza este Seguro com as seguintes caraterísticas:

  • Cobertura de responsabilidade decorrentes de segurança e privacidade: cobertura para reclamações de terceiros decorrentes de falha na segurança da rede do segurado ou falha na proteção dos dados. A cobertura do seguro abrange igualmente ações regulatórias relacionadas com a falha de segurança, violação de privacidade ou falta de divulgação de uma falha de segurança ou violação de privacidade.
     
  • Cobertura de gestão de ocorrências: a cobertura é aplicável a falha de segurança ou violação de privacidade cobrindo os custos com notificações, relações públicas e outros serviços que auxiliam na gestão e minimização de um incidente cibernético. Os custos de investigação, honorários jurídicas e monitorização de identidade das vítimas de violação de privacidade estão incluídos.
     
  • Cobertura de perda de lucros por interrupção do sistema informático: a cobertura é aplicável a uma interrupção efetiva das operações de negócio do segurado causada por uma falha de segurança do sistema informático, através do reembolso dos lucros cessantes e despesas operacionais. - Cobertura de ciber-extorsão: a cobertura é aplicável a ameaças de ataques dolosos à segurança de um cliente por uma entidade externa com o intuito de extorquir dinheiro ou outros valores. Isto inclui custos de investigação para determinar a sua origem.