AL Seguros

Exportadoras revêem em baixa crescimento de vendas em 2016

Face à primeira previsão indicada em novembro de 2015, de crescimento das exportações de 1,4%, esta nova estimativa de crescimento corresponde a uma ligeira revisão em baixa “resultante integralmente” das exportações Extra-UE (-1,5%, correspondente a -1,6 pp face à primeira previsão), revela o Instituto Nacional de Estatística (INE).

Pelo contrário, segundo o INE, as perspetivas em relação às exportações intra-União Europeia (mais 2,3%) melhoraram 0,5 pontos percentuais (pp) face à previsão de novembro do ano passado e, excluindo os combustíveis e lubrificantes, as perspetivas reveladas pelas empresas indicam um aumento de 3,4% em 2016.

“As empresas inquiridas apontaram como principal razão para a revisão das perspetivas de evolução das exportações de bens em 2016, face à primeira previsão, o diferente comportamento face ao esperado, na generalidade dos mercados de destino já clientes, tanto no Comércio Intra-UE como no Extra-EU”, destaca o INE em comunicado divulgado.

O Inquérito sobre Perspetivas de Exportação de Bens (IPEB), que corresponde à segunda previsão das empresas para a evolução esperada das exportações em 2016, decorreu em maio de 2016, quando ainda não era conhecido o resultado do referendo (Brexit) sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia (UE).

OJE, 01/08/2016