AL Seguros

Construção em Cabo Verde evoluiu negativamente no último trimestre

"Os empresários apontaram o nível elevado das taxas de juro e as dificuldades na obtenção de crédito bancário como sendo os principais constrangimentos do setor no quarto trimestre 2018", lê-se na nota do INE.

O indicador de confiança no comércio em estabelecimentos evoluiu positivamente no quarto trimestre de 2018, com as dificuldades financeiras e a insuficiência da procura a serem apontados como os principais constrangimentos do setor.

No turismo, o indicador de confiança contrariou a tendência ascendente dos últimos trimestres, embora se situe "acima da média da série".

O indicador evoluiu positivamente no comércio de feira e na indústria transformadora inverteu a tendência descendente dos últimos trimestres, situando-se abaixo da média da série, evoluindo desfavoravelmente face ao trimestre homologo do ano anterior.

O INE refere que, segundo os empresários, as frequentes avarias mecânicas nos equipamentos e a falta de mão de obra qualificada foram os principais constrangimentos do setor no decorrer do quarto trimestre 2018.

No transporte e serviços auxiliares aos transportes, o indicador de confiança manteve a tendência ascendente dos últimos trimestres, registando o valor mais alto dos últimos 28 trimestres consecutivos e evoluindo favoravelmente.

No quarto trimestre de 2018, o indicador de confiança no setor do turismo residencial "contrariou a tendência descendente verificada no último trimestre, situando-se acima da média da série e evoluindo positivamente face ao trimestre homologo".

De uma forma geral, o ritmo de crescimento económico em Cabo Verde "continuou a acelerar no quarto trimestre de 2018, situando-se acima da média da série e evoluindo positivamente face ao trimestre homólogo".

Notícias ao Minuto, 20/01/2019