AL Seguros

A Função Social do Seguro de Vida

Porquê um seguro de vida? 

Os Seres humanos buscam a felicidade própria e dos seus entes queridos. O dinheiro facilita o bem estar, permitindo adquirir os bens e serviços necessários para viver comodamente: adquirir uma habitação digna educar os seus filhos, cuidar da saúde, desenvolver um negócio, etc. 

Normalmente as famílias contam com uma fonte de receitas principal, mas se esta desaparece, o bem-estar, os projectos as expectativas dos familiares podem ter se ser suspensos, adiados, ou definitivamente esquecidos. È possível que muitos dos riscos que sobre nós incidem sejam inevitáveis. Todavia, podemos programar de tal forma que os danos económicos sejam minorados, transferindo esses riscos para a Seguradora. 

O Seguro de vida é o único sistema de prevenção que garante, aos beneficiários, o pagamento de um avultado capital desde o primeiro dia, para que possamos viver tranquilos sabendo que os nossos estão salvaguardados se ocorre uma fatalidade. 

Existem diversas modalidades de seguros de vida especialmente desenhadas para o proteger e aos seus: 

Seguros de Risco/Seguros Mistos/Seguros Dotais 

A Reforma e o Aforro Seguro: 

Os Seguros de Vida também são instrumentos ideais para acumular um importante capital para o futuro e cobrir a contingência da Reforma. 

O aumento da esperança média de vida gera uma crescente consciência de que é preciso cobrir as necessidades económicas derivadas da idade. Precisamente quando as necessidades da pessoa aumentam é quando esta deixa de trabalhar e por conseguinte diminuem os rendimentos. 

Por isso, para encararmos o futuro com tranquilidade necessitamos de dispor de poupanças suficientes que permitam manter o nível de vida que tínhamos antes da reforma. Dada a evolução da receita e da despesa e o contínuo envelhecimento da população, o atual sistema público de pensões é cada vez mais difícil de sustentar. Assim sendo, hoje a tendencia dos países desenvolvidos é reduzir consideravelmente o papel das pensões públicas de reforma. Isto faz com que cada vez seja mais importante contar com um complemento privado que, tal como o Seguro de Vida, garanta nossa reforma com um nível de vida suficiente. 

Quanto mais cedo nos preparamos mais cedo e mais facilmente alcançamos o nosso objectivo: minorar os riscos financeiros no futuro. 

Ricardo Carreira | O Mundo dos Seguros | 02/11/2015