AL Seguros

Turquia investiga centenas de contas nas redes sociais por criticarem economia

“Foi aberta uma investigação judicial a 346 contas em redes sociais que partilharam mensagens para provocar o aumento da taxa de câmbio do dólar”, anunciou o Ministério do Interior turco num comunicado.

Segundo o texto, as mensagens em causa “provocaram aumentos das taxas de câmbio” a partir de 7 de agosto.

A lira perdeu 25% do seu valor desde o início do mês, e 40% desde o início do ano, devido, segundo analistas, a um conflito diplomático com os Estados Unidos.

O conflito envolve o apoio norte-americano aos curdos da Síria, a detenção na Turquia do pastor norte-americano Andrew Brunson, acusado de “terrorismo” e “espionagem”, e a recusa norte-americana de extraditar o opositor turco Fethullah Gülen, acusado pela Turquia do golpe de Estado falhado de julho de 2016.

As Procuradorias de Istambul e Ancara anunciaram, por seu lado, a abertura de investigações a “pessoas envolvidas em atos de ameaças à segurança económica do país”.

“Foi iniciada uma investigação de acordo com a lei penal, a lei bancária e as regulações da comissão de mercados de capitais”, anunciou a Procuradoria de Istambul num comunicado publicado no diário Hürriyet.

A investigação abrange “pessoas que realizam ações que ameaçam a segurança económica do país através de meios de comunicação social e de redes sociais”.

A direção-geral de polícia (EGM) anunciou também que o departamento de luta antiterrorista investiga possíveis ações criadoras de uma “perceção negativa da economia”.

O ministro das Finanças turco, Berat Albayrak, negou no domingo qualquer intenção de converter em liras os depósitos em moeda estrangeira e anunciou “ações legais contra quem difunde rumores”. 

Sapo, 13/082018